A geração Y promoveu uma verdadeira revolução no ambiente organizacional nas empresas do século XXI. O efeito imediato foi uma “sacudida” nos líderes para que saíssem da zona de conforto, reconhecendo a inoperância de regras, procedimentos, sistemas de avaliação e correção que não funcionavam mais.

Era preciso, e com urgência, revisar as práticas do tradicional modelo taylorista de gestão. Obviamente, isso não invalida as bases consistentes do antigo modelo, mas, reconhece seu desgaste diante das demandas na gestão que lida com a geração Y. Geração inquieta que trouxe aos seus líderes um novo modo de pensar e de interagir com o mundo. Uma lógica que foge aos relativismos, aos sistemas organizados rigorosamente e que se contrapõe a uma realidade imprevisível e incoerente.

De repente, o pensamento estruturado, a organização inquestionável, a visão parcial e específica abrem espaço para uma visão mais sistêmica e não fragmentada. Os valores que sustentavam os interesses e objetivos profissionais já não seduzem mais. A avalanche tecnológica passa a mudar atitudes. E os gestores, antes seguros na condução de sua área, agora receiam lidar com o novo e experimentar novas formas de gerir pessoas.

Diante destas transformações, como construir bases capazes de atender a nova realidade, sem desestruturar as empresas? O que oferecer aos profissionais da geração Y? Como agregar e integrar valores em equipes que mesclam gerações diferentes?

A palestra Como lidar com a Geração Y? propõe uma reflexão conjunta sobre as diferenças geracionais e os impactos no comportamento e valores dos colaboradores e na condução dos gestores. Também compartilha práticas bem sucedidas, ferramentas e conhecimentos que visam contribuir com uma melhor compreensão e liderança assertiva da geração Y.

Temas abordados
• Cenários familiar, escolar e sócio-cultural.
• Gerações anteriores a geração Y.
• A geração Y.
• O novo modelo de gestão de pessoas.
• A geração Y no ambiente de trabalho.
• Como liderar a geração Y.
• Ferramentas e alternativas para lidar com a geração Y.

Comments are closed.